Os varejistas são peça fundamental para a distribuição dos produtos do fabricante para o consumidor. Eles são os intermediários que auxiliam para que o que está sendo vendido chegue nas mãos de quem quer comprar. Às vezes os varejistas chegam até o cliente final por meio de vendedores internos (aqueles que vendem dentro da própria loja) e/ou externos (os que vão de porta-em-porta oferecendo seus produtos). Alguns até utilizam sistemas de mala direta, email marketing, máquinas, telemarketing, lojas virtuais, internet, blogs, entre outros meios em que os varejistas podem alcançar os consumidores, intermediando.

A posição do varejista é demais importante dentro do canal de distribuição, pois sem ele o elo de ligação entre o fabricante e o consumidor seria difícil, desta forma ele também cumpre importante papel de análise de aceitação em determinados mercados.

varejistas significados Varejistas – Definição e Classificação

Classificação dos varejistas

Existem diferentes características que fazem com que uma loja de varejo seja classificada, tais como o volume de vendas, a abrangência e a variedade da sua linha de produtos, os preços e a organização. Assim podemos destacar as seguintes lojas:

Lojas de especialidade: Elas tem um vasto sortimento, mas uma linha limitada de produtos.

Lojas de departamentos: Estas lojas vendem uma variedade enorme de linhas de produtos.

Supermercados: Estes estabelecimentos são muito importantes de vários pontos de vista e eles são lojas de auto-serviço relativamente grandes, tentando atender á todas as necessidades no que diz respeito a alimentação, artigos de lavanderia, higiene pessoal e limpeza doméstica.

Lojas de conveniência: Essas lojas vendem produtos que tem alta rotatividade, ou seja, não param muito tempo nas prateleiras. Normalmente estão localizadas em áreas residenciais e você vê muitas destas lojas em postos de gasolina. Funcionam em horário prolongados e vendem poucas coisas, ou seja, tem pouca variedade de linhas de produtos.

Superlojas: Também são chamadas de hipermercados, pois são lojas muito grandes que tendem a focar toda e qualquer compra que possa ser rotineira. Vendem não só artigos alimentícios, como também os não-alimentícios. São lojas realmente muito completas.

Lojas de descontos: São lojas que vendem muito e podem ter grande variedade de produtos ou não. Como elas focam em descontos, as margens de lucro são baixas, mas isto é compensado pelo alto volume de vendas.

Lojas de fábricas: São as lojas diretas de fabricantes que vendem seus produtos que saíram de linhas ou estão defeituosos.

Shopping centers: Estes são muito conhecidos de todas as pessoas, pois são um local onde há a reunião de uma série de lojas com grande variedade de produtos e serviços, pensados para atender a demanda dos consumidores daquele local. É muito bem estudado, de modo a não existir uma concorrência predatória dentro do shopping.

Porta-em-porta: São os típicos vendedores que batem em nossas portas diariamente nos oferecendo o mais variado leque de produtos. Estes varejistas não tem ponto físico, oferecendo o que vendem por catálogo. Normalmente estão em áreas muito populosas o que sejam fácil encontrar o publico alvo para o produto que vendem.

Os varejistas são classificados e definidos assim como foi dito acima e temos certeza que muitas outras especialidades de lojas podem surgir.

Comentários